Análise da Sinistralidade na Saúde Suplementar

A sinistralidade, percentual apurado entre Despesas Assistenciais gastas pelas operadoras/Seguradoras em relação ao recebimento das contraprestações/ prêmios ganhos pagas pelos usuários, é um dos mais fortes índices a comprometer o resultado das Operadoras/Seguradoras da Saúde Suplementar; aliado aos custos de judicialização + multas aplicadas, pode causar um verdadeiro desastre nos resultados, quando não causa por si só.

Para efeito dessa análise, vale presumir que a sinistralidade máxima admitida para o setor de saúde suplementar, em princípio e dependendo de diversos outros fatores, deva ficar ao redor dos 70% ou no máximo 75%, e mesmo assim para o caso de operadora muito eficiente, com absoluto controle e otimização de seus custos, investimentos, carteira equilibrada e muito boa seletividade de riscos.

Neste levantamento e análises, procuramos apresentar um retrato dos índices nos anos de 2016, comparando-os ao ano de 2015, demonstrando a enorme influência destes números.

Nas variáveis que compõem os indicadores utilizados, foram promovidos expurgos de valores e índices evidentemente fora dos padrões razoáveis admissíveis, claramente distorcidos ou errados, conforme os critérios a seguir definidos, de modo a que os resultados obtidos não fossem igualmente, distorcidos.

  1. Excluídas as empresas Administradoras, por não contemplarem estes números;
  2. Empresas cujos dados apresentam “zero” nas informações de pelo um dos anos;
  3. Índices de sinistralidade na casa dos milhares, por ausência de uma das duas informações necessárias.

Assim, nossa amostra contemplou 820 operadoras/seguradoras, assim distribuídas por porte e modalidade:

Porte
Pequena Média Grande
Até 20 mil usuários Entre 20 mil e 100 mil usuários Acima de 100 mil usuários
439 293 88

 

Modalidade
Autogestão Coop. Médica Coop. Odonto Filantropia Medicina de Grupo Odontologia de Grupo Seguradora Especializada
118 291 61 53 229 59 9

 

As 820 empresas da amostra abrigam o seguinte número de beneficiários:

Beneficiários
Modalidade 2015 2016
Autogestão 3.784.424 3.951.781
Cooperativas Médicas 18.081.601 18.849.458
Cooperativas Odontológica 2.937.812 2.934.228
Filantropia 1.121.233 1.162.768
Medicina de Grupo 22.468.753 20.280.851
Odontologia de Grupo 11.163.878 11.065.918
Seguradoras Especializadas 7.543.859 7.798.510
Total Amostra 67.101.560 66.043.514
Total Setor 70.428.001 69.930.129

 

As 820 empresas da amostra obtiveram o seguinte faturamento

Faturamento (R$ mil)
Modalidade 2015 2016
Autogestão 16.991.401 19.362.603
Cooperativas Médicas 47.402.325 53.175.217
Cooperativas Odontológica 615.712 645.221
Filantropia 2.034.373 2.304.606
Medicina de Grupo 39.745.382 47.735.172
Odontologia de Grupo 2.130.214 2.317.829
Seguradoras Especializadas 32.372.353 35.481.155
Total Amostra 141.291.760 161.021.803
Total Setor 156.700.000 169.000.000

 

Valor do estudo é de R$ 960,00 e pode ser adquirido através da nossa central telefônica +21 2223.2614 ou mande um e-mail para capitolio@capitolio.com.br.

A entrega é imediata.