Capitolio


Déficit de fundos de pensão recua a R$ 36 bi em maio

14 de julho 2020

Previdência Saldo negativo desacelerou ritmo após atingir pico de R$ 53,4 bi em março, diz Previc

Os déficits das entidades fechadas de previdência complementar desaceleraram em abril e maio, após um crescimento abrupto em março.

Os resultados constam do relatório de estabilidade do setor divulgado ontem pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc).

No fim do primeiro trimestre, com o impacto da covid-19, a diferença entre os superávits e déficits do sistema alcançou um saldo líquido negativo de R$ 53,4 bilhões, patamar similar ao de 2016, quando o país começava a sair de uma forte recessão. Em abril, com uma gradual melhora dos mercados após as ações dos bancos centrais em todo o mundo, a diferença entre déficits e superávits diminuiu para R$ 47,8 bilhões negativos. Em maio, o resultado negativo foi reduzido para R$ 36 bilhões.

Veja mais

Autor: Sérgio Tauhata
Referência: Valor Econômico