Capitolio


FenSeg: o atual momento do seguro rural no Brasil

25 de maio 2020

Entrevista com Joaquim Neto, presidente da Comissão de Seguro Rural da FenSeg. Ele destaca que esse tipo de apólice é distribuída em áreas mais distantes dos grandes centros urbanos com menor concentração de pessoas. Em seu cotidiano, já tomam todos os cuidados com limpeza  para desinfecção, como utilização de luvas e máscaras. “São rotina sanitárias comuns, até mesmo pela natureza de sua atividade. Por isso, acreditamos numa incidência reduzida de casos de Covid-19 e, com isso, não há paralisação da atividades no campo”, explica.

As carteiras de frutas, hortaliças e flores foram as mais impactadas por conta do fechamento de feiras livres, restaurantes e hotéis. Contudo, a produção de grãos teve aumento de safra com recordes. A maioria destes produtos é direcionada à exportação. Com  o dólar mais elevado, isso ajuda a remuneração dos agricultores e também o setor de seguro rural.

“Quanto às contratações mais frequentes pelos agropecuaristas, há a soja para a safra de verão e  o milho no inverno.  São a seca e o excesso de chuvas que preocupam os agricultores”, finaliza Joaquim Neto.  Para acessar a matéria que foi ao ar na Rádio CNSeg, basta acessar o link:

Radio CNseg

Referência: FenSeg