Capitolio Consulting


Operadoras querem preço variável por perfil

10 de julho 2019

A Abramge, associação das operadoras de planos de saúde, está pleiteando à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) a criação de novos modelos de convênio médico.

Entre esses formatos, estão planos em que a precificação é calculada conforme o risco do usuário. Um fumante, sedentário ou que pratica atividade de alto risco pagariam um valor maior pelo plano. “No modelo atual, o risco é compartilhado entre todos. O usuário que não fuma, pratica esportes e tem uma vida saudável paga pelos demais. O seguro de carro é precificado de acordo com o risco do contratante”, disse Reinaldo Scheibe, presidente da Abramge.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico