Capitolio Consulting


Fraport e Vinci favoritos na briga por aeroportos do NE

15 de março 2019

Coluna do Broadcast

Operadoras de aeroportos esperam por uma briga acirrada no leilão de concessão de 12 terminais marcado para esta sexta-feira. Há expectativa especialmente de disputa entre a alemã Fraport e a francesa Vinci pelo bloco do Nordeste – pacote que tem Recife, Maceió e João Pessoa, entre outros, e representa metade dos oferecidos na concorrência. Ambos os grupos podem ter ganhos com a ampliação da presença na região, já que os alemães administram o aeroporto de Fortaleza e os franceses, o de Salvador. Também joga a favor desses grupos o fato de a distância entre as capitais da região e a Europa permitir o uso de aeronaves menores e que conseguem ir e voltar com folga dentro das 24 horas de um dia. Isso tudo significa um ganho de eficiência para as companhias aéreas.

Teto alto. Os comentários no setor são de que os dois grupos terão um teto mais alto para a oferta que outros que participarão da disputa, como a suíça Zurich, que desde o ano passado administra o aeroporto de Florianópolis. A disputa pelo bloco do Nordeste não diminui o apelo dos outros dois blocos do leilão. O Centro-Oeste, no qual estão os terminais de Cuiabá, Rondonópolis, Sorriso e Alta Floresta, todos em Mato Grosso, e tem a proximidade do agronegócio como atrativo. Já o pacote do Sudeste tem Vitória (ES) e Macaé (RJ) e oferece possibilidades na atividade de carga no terminal capixaba e também relacionado à indústria de petróleo e gás.

Sem comentários. Procuradas, Fraport, Vinci e Zurich não comentaram o tema até o fechamento desta Coluna.

Referência: Estadão