Capitolio Consulting


Farmacêutica nacional

12 de fevereiro 2019

O laboratório farmacêutico Eurofarma vai investir ao menos R$ 230 milhões em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos neste ano.

O montante não inclui as atuais obras do centro de laboratórios que será inaugurado na planta da companhia, em Itapevi (SP), em maio. A empresa prevê que as instalações terão demandado R$ 198 milhões até a abertura.

“Aplicamos 7% da nossa venda líquida em pesquisa. Cerca de 30% dos recursos vão para inovação incremental, como novas fórmulas e usos diferentes de moléculas existentes”, diz Martha Penna, vice-presidente da marca.

“Também buscamos parceiros internacionais que queiram desenvolver medicamentos existentes na América Latina”, afirma.

Na área exploratória, o desenvolvimento de antimicrobianos e de terapias de regiões abaixo da linha do Equador são prioridades.

Entre os principais lançamentos da Eurofarma para este ano, está o de um remédio contra insônia e outro para redução de peso.

R$ 3,1 bilhões foi a receita em 2017

Fora de casa

A Eurofarma quer aumentar a importância de sua área internacional para a marca, dos atuais 11% para 30%. As vendas no Brasil cresceram 18,7% em 2018.

Autor: Maria Cristina Frias
Referência: Folha de São Paulo