Capitolio Consulting


Total de casos de dengue neste ano no estado de SP já supera o de todo 2017

10 de outubro 2018

Segundo órgão da Saúde, chuva e calor contribuem, mas não há epidemia

Moradores e comerciantes reclamam que água acumulada vira foco do mosquito da Dengue em rua de SP

O total de casos de dengue em São Paulo já supera, em pouco mais de nove meses, o registrado em todo o ano de 2017.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, foram 9.332 casos neste ano até 2 de outubro, ante 6.269 em 2017.

Ainda assim, a diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica, Regiane de Paula, afirma que o número está dentro do esperado para o período. Estamos longe de epidemia e surto de dengue, pelo menos, neste momento, diz. Segundo ela, questões climáticas, com a alta da temperatura e a predominância da chuva, colaboram para reprodução do mosquito Aedes aegypti.

Ainda assim, o cenário atual ainda está longe do de 2015, quando o estado teve 678.031 casos do vírus. Na capital paulista, a Secretaria Municipal da Saúde registrou, até 29 de setembro, 463 casos autóctones, contra 866 em 2017.

Uma carcaça de carro velho e abandonado na rua Ítala, na Vila Isolina Mazzei, região da Vila Guilherme (zona norte), há, pelo menos, oito meses, é um convite para a fêmea do mosquito Aedes aegypti depositar seus ovos. Perto dali, no mesmo bairro, outro cenário perfeito fica por conta do lixo e entulho acumulados em meio ao mato em trecho da calçada da rua Nelson de Moraes Lopes.

Os dois problemas foram apontados pelo jornalista Silvio Silva, 50 anos, residente no bairro e que coleciona protocolos junto à Prefeitura Regional da Vila Maria/Vila Guilherme, datados.

Ele conta que esteve na Regional e falou com um fiscal sobre o problema do carro abandonado, sem vidros, na via pública. “A resposta foi que não há guincho para remoção do veículo (Fiat Tempra)”, afirma Silva, preocupado pelo local ser um criadouro do mosquito transmissor da dengue.

A Prefeitura de São Paulo, sob a gestão de Bruno Covas (PSDB), disse, por nota, que será feita vistoria no veículo abandonado – 1.109 solicitações do tipo já foram atendidas pela subprefeitura.

Quanto ao entulho, a administração diz que a rua recebe zeladoria duas vezes por semana e hoje está programada nova ação.

Referência: Folha de São Paulo