‘Seguro’, de propaganda com Jojo Todynho e Supla, será notificado

Empresa da Caixa Seguradora oferece proteção contra ataques de ‘haters’

Com os cantores Supla e Jojo Todynho como garotos-propaganda, a campanha “Seguro contra haters”, da Youse, uma plataforma de venda de seguros on-line da Caixa Seguradora, entrou na mira da Superintendência de Seguros Privados (Susep), que regula o mercado no Brasil. Na campanha, veiculada na internet, a Youse dá a entender que está vendendo um seguro para que as pessoas consigam bloquear comentários maldosos em seus perfis nas redes sociais. Mas, na verdade, não se trata de um seguro. Para ter o bloqueio de palavrões e xingamentos nas redes sociais, o consumidor precisa baixar um plugin (espécie de programa) no computador.

A Susep informou que vai notificar a Youse sobre o uso inapropriado do termo “seguro” em sua campanha.

Na mensagem, a Youse informa que, “com o #SeguroContraHaters, você navega numa boa na internet, sem o incômodo de comentários desagradáveis que não acrescentam ideias positivas à sua vida. Fique seguro de suas escolhas como# Seguro Contra Haters, criado pela Youse, uma seguradora 100% on-line que cuida da vida e dos bens de milhares de pessoas, e agora te protege também na internet para você se sentir seguro e confiante para ousar mais na vida”.

Na página da Youse na internet, não fica claro para o consumidor se o produto é de fato um seguro. A empresa diz que a “Youse é uma plataforma de venda de seguros on-line da Caixa Seguradora” . E que os “produtos comercializados no site são garantidos” pela subsidiária da Caixa. Outro trecho diz que o “registro deste plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação à sua comercialização”.

SUSEP: SETOR TEM REGRAS

“Há uma preocupação muito grande da Susep em afirmar que a autarquia está de portas abertas à inovação, mas que o mercado de seguros é um setor regulado, no qual há regras”, disse a autarquia em nota.

Procurada, a Youse disse que, “até o momento, não recebeu nenhuma notificação da Susep sobre irregularidades na campanha”. A Caixa informou que a Youse é uma plataforma on-line do grupo.

Autor: Bruno Rosa
Referência: O Globo