Seguro para carros perde atratividade

O executivo Antonio Cassio do Santos, CEO da seguradora italiana Generali para as Américas e Sul da Europa (Grécia, Portugal e Turquia), está sendo pressionado pela matriz a turbinar o desempenho da companhia no mercado brasileiro. A baixa rentabilidade do segmento de seguro para automóveis, que teve uma alta acentuada no índice de sinistralidade nos últimos dois anos, deverá obrigar a empresa a diversificar seus negócios. O plano é avançar em ramos mais rentáveis e estáveis, como o agronegócio.

Autor: Amauri Segalla
Referência: Correio Braziliense